Making of: Boyhood

14.5.16

Boyhood
Olás, calopsitinhas! Lembram que eu havia comentado que estava pensando em trazer posts do antigo Vamos Falar de Cinema por aqui? Pois bem, olhando lá nos arquivos vi que realmente não há muita coisa que valha a pena ser colocada aqui, apenas uns 3 artigos, e este que trago hoje é um deles. Falarei um pouco sobre a criação do filme Boyhood: Da Infância à Juventude. Não é uma resenha sobre o filme, mas apenas informações sobre o making of. Caso não tenha assistido e queira saber um pouco mais sobre o filme, pode olhar na página do mesmo no Adoro Cinema e a crítica do Omelete. Bem, espero que gostem e não reparem na escrita um pouco diferente, já que esse post é de um tempo atrás. ;)


O filme Boyhood será o primeiro making of por aqui por causa de sua famosa particularidade - levou doze anos, literalmente, para ser gravado e produzido. Isso é algo realmente diferenciado no cinema. Normalmente se segue um fluxo de trabalho, que parte da ideia à finalização, onde as gravações são minuciosamente planejadas para que se use o menor tempo possível (afinal, o lucro não vem se o filme não lança nunca, né). Infelizmente, não ganhou tantos prêmios no Oscar, apenas o merecido prêmio de melhor atriz coadjuvante à Patricia Arquette.

boyhood_atoresMas o diretor Richard Linklater fez questão de quebrar os padrões hollywoodianos, e provavelmente essa é a razão do tamanho sucesso que a produção obteve. Particularmente, eu achei o filme um pouco longo demais, mas gostei especialmente dos diálogos e do roteiro, quer dizer, em muitos momentos consegui me identificar com o protagonista e suas filosofias, e isso é um ponto fortíssimo. E é um filme que flui maravilhosamente, você realmente não sabe dizer o que vai acontecer nas cenas seguintes.

Mas estamos aqui para falar dos bastidores, então é o que faremos. O vídeo abaixo é um making of que, infelizmente, está em inglês e não tem legendas, mas se puder assista que eu darei uma explicada depois:


Como o próprio diretor conta, ele queria falar sobre a juventude, mas ele não imaginava escrever sobre uma parte dela - ele queria contar a juventude por inteiro. Para isso, ele precisava usar os mesmos atores principais durante todo o tempo de gravação, e escolheu os atores pela afinidade que teve com eles, de realmente construir uma família ali. Um fato interessante é que sua própria filha (Lorelei Linklater) interpreta a personagem Samantha.

Boyhood cenaTambém conta um pouco da dificuldade de orçamento, já que é um projeto um tanto inviável para a indústria cinematográfica. Porém, ele encontrou financiadores que se identificaram com o projeto para conseguir o suficiente para filmar a cada ano.

Muito do que se vê no filme o diretor tirou da sua própria vida, por exemplo, com relação à mãe - Linklater também tinha uma mãe bem jovem, que teve outros relacionamentos depois dos filhos, e ele mesmo tem uma irmã mais velha.

A questão mais legal é a simplicidade do filme, quer dizer, é um filme sobre a vida, sobre viver cada momento, e na vida não tem nenhum efeito especial, nem coisas absurdas. Isso é que torna Boyhood tão cativante.

Chegou até a ser lançado um livro, Boyhood: Twelve Years on Film (ainda não lançado no Brasil, pelo que procurei), que conta os bastidores do filme, com comentários dos atores principais e imagens de Matt Lankes, o fotógrafo que fez as imagens por trás das câmeras e de making of. Inclusive ele e o ator principal, Ellar Coltrane, tiveram uma grande conexão por causa da fotografia (pra quem não viu o filme, Mason é aspirante a fotógrafo). Ah, espero que lancem logo por aqui pra eu dar uma olhada nessa obra! [Edit: parece que tem a versão importada na Livraria Cultura, mas é caríssimo e em inglês, rs]

Ainda tem muitas curiosidades sobre o filme e entrevistas com o diretor e atores, mas se eu colocar tudo isso aqui vai ficar absurdamente longo hahaha! Mas olha, vou deixar todos os links no final do post, então se tiver interesse é só navegar por eles e encontrará muita coisa interessante sobre Boyhood (mas está tudo em inglês, só pra avisar).

Beijos e queijos, tchucos! ;*

8 comentários:

  1. First? hahaha!
    Acho fantástica essa coisa de filmes um longa por anos. Tem um outro sobre um casal que é feito por anos também (mas é CLARO que eu não me lembro do nome, né? -qqq)
    Não assisti Boyhood ainda, mas confesso que me dá uma sensação de tedioso. Basicamente por uma preferência pessoal mesmo, eu gosto de descobrir coisas, do suspense, do não saber o que acontece, e essas histórias "slice of life" nem sempre contam com esses fatores - é mais a maneira de contar a história que nos conquista, né? Anyway. Ainda assim, fico tentada, justamente por essas particularidades da produção e tal :)
    Beixinhos Helo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shana!! <3

      Pois é, isso de filmar por anos é algo bem complicado, mas o resultado final é muito interessante. Também já ouvi falar de outro filme que fez isso, mas nem lembro o nome, muito menos a história HSUasuHASU

      Entendo o seu ponto de vista, eu também demorei um pouco a assistir porque achava que não ia aguentar chegar ao final, então esperei um dia em que eu realmente estivesse com coragem o suficiente para assistir. Mas, para ser sincera, não foi tedioso não! O filme passou rápido e, apesar de não ter ação ou suspense, a gente acaba se envolvendo tanto com a história e os personagens que acaba passando rápido. Mas, sim, como eu disse, é um pouco longo rs

      Beijos!

      Excluir
  2. AIN, tenho tanta preguiça desse filme, haha! De tanto ouvir as pessoas falarem dele na época do Oscar, peguei abuso e até hoje não assisti. Claro que entendo perfeitamente o buzz, a inovação de filmar com um elenco que envelhecia na mesma medida do roteiro é bem interessante, mas... preguiça? HAHA, acho que esse tipo de filme não é pra mim. XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei bem que você não curtiria esse tipo de filme, tanto é que já escreveu várias vezes no blog que tem preguiça de filmes hahahahaha

      Eu esperei para assistir esse filme num dia em que estava realmente num "clima de filme longo", mas sinceramente o filme passa super rápido, de tanto que a gente se envolve com a história e as personagens.

      Beijos!

      Excluir
  3. Ah, gosto muito desse filme ♥ Eu nem assisti ele inteiro - parei na parte em que o Mason ia pra faculdade porque tive que sair ;w; Mas eu gosto muito da ideia e minha parte preferida é que ele é super simples e natural, você realmente consegue se identificar e ele retrata bem a juventude. Além do que é admirável conseguir reunir o mesmo elenco e a mesma produção a cada ano por doze anos pra filmar :o Eu gosto bastante dos outros trabalhos do Linklater também (Escola de Rock é para sempre um dos meus filmes preferidos, haha XD).
    Adorei o post! Faz bastaaaante tempo que eu não venho aqui (culpe a escola) e devo dizer que tô 100% babando nesse layout ♥ Gatinhos e cores são uma combinação maravilhosa.
    Bye bye~ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hannah! ~ Também adoro esse filme por esses motivos! Mesmo sendo uma história simples, nos cativamos e queremos saber o que acontece. E esse detalhe da produção é mesmo incrível! Nossa, nem fala de Escola de Rock, um dos meus filmes favoritos também! Sempre que passa em algum lugar eu assisto ahsuhaushauhsuha

      Awn, obrigada! ;u;

      Byee! o/

      Excluir
  4. Quero assistir esse filme algum dia, mas eu tenho uma mania de não ter paciência pra filmes, hahaha. Achei muito interessante a proposta do diretor e eu jamais teria conseguido algo assim, sabe. Eu sou do tipo que, se começa, quer terminar logo, se dura mais que duas semanas pra fazer alguma coisa, eu já largo mão, HUAHUAAUH. Que horror, né? :(

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero que algum dia você tenha paciência de assisti-lo, porque é muito bom! E no fim acaba passando rápido, a gente nem percebe :) Nossa, com certeza, imagina o planejamento que ele precisou fazer - e a visão, né, porque é algo até arriscado. Mas o resultado ficou lindo! Eu também não conseguiria não hauhauahuah

      Beijos!

      Excluir

Vai comentar, velhinho? Fico agradicida!
Mas por favor, sem spam ou xingamentos, o resto ta liberado! 8)

Alguns emoticons dywos, use sem moderação:
ಠ◡ಠ . ( ͡° ͜ʖ ͡°) . (ノ・ω・)ノ . (σ≧▽≦)σ . ツ . ¯\_(ツ)_/¯ . (╥﹏╥) . ♥ . ☻ . ✿ . ☮ . ☯ . ® . ™ . ♣ . ✌ . ♪ . ♫