Independência

1.3.16

O Leo DiCaprio finalmente ganhou o Oscar! É pra glorificar de pé!

Eu pensei que a vida fosse mais fácil, sabe. Quando era criança, queria virar adulta. Quando adolescente, também. Tudo que eu queria era poder ser independente, fazer tudo que eu quisesse, viver da forma que eu quisesse. Ledo engano. A independência é a coisa mais difícil de conseguir na vida. O que é ser independente, afinal? Sempre dependeremos de alguém ou alguma coisa. Para a independência financeira, precisamos ter recursos suficientes para viver. Para isso, precisamos trabalhar. Nessa brincadeira, já dependemos de algo maior do que nossa existência pode lutar contra: o dinheiro.


E a independência familiar? Essa já é possível. Mas não é fácil, não. Batemos o pé no chão até completarmos dezoito anos para sair das abas dos pais, mas a verdade é que, quando saímos, tudo o que mais queremos é voltar a elas. Porque os pais sempre serão nosso porto seguro, e não há nada melhor do que viver sob a proteção deles. Então, mesmo longe deles, ainda somos dependentes, mesmo que seja apenas pelo sentimento de carência e saudade.

E os outros tipos de independência? Independência suficiente para cozinharmos nossa própria comida, para fazermos nossas próprias escolhas, para guiarmos nossas próprias vidas. Essa independência, creio eu, vem com a maturidade e a experiência. Essa é talvez a parte mais interessante de virar adulto. Mas não a mais fácil.

Devem ter percebido o ponto ao qual eu queria chegar: a vida adulta não é fácil como a gente pensa quando é criança. É sempre pior, é cada vez pior. Cada vez há menos tempo, cada vez há mais problemas a serem resolvidos, cada vez há menos dinheiro, cada vez há mais dificuldades a serem vencidas, mais pessoas que vão embora, mais responsabilidades.

Mas sabe... Não dá pra fugir. E tem a parte boa também, é verdade. Tem a parte de descobrirmos o porquê da nossa existência e buscarmos sempre o nosso melhor. Tem a parte de encontrar pessoas especiais e torná-las parte das nossas vidas. Tem a parte de ensinarmos a outras pessoas lições através de nossas vivências. Tem a parte de ver o mundo mudar na frente dos nossos olhos. Tem a parte de aprender a cada dia com os imensos erros que cometemos. Tem a parte de experimentarmos as mais diversas sensações. Tem a parte de poder fazer aquilo que sempre sonhamos.

Ser adulto não é simples não. Bem, viver não é uma tarefa simples. Mas se não fosse tão desafiador, não seria tão recompensador.

-------

Escrevi este texto num momento filosófico e achei bom o suficiente para compartilhá-lo aqui. Não que eu não vá mudar de ideia no futuro, não que tudo aí em cima seja a verdade (afina, o que é verdade? A vida é diferente para cada um), mas eu realmente acredito no último parágrafo.

À todos, um ótimo início do terceiro mês deste ano bissexto tão promissor, o mês de março das águas que fecham o verão. :)

16 comentários:

  1. FIRST!

    Tia Helô...eu li, e com toda sinceridade, pareceu um daqueles textos que põem em livros de português, sabe? Sério mesmo.

    Esse último parágrafo foi tipo: Uma frase FILOSOFÂNTICA cara! Pega essa frase e põe nos meus livros de filosofia que merece, cara!

    Adoro ver teus textos por aqui! Espero que continue escrevendo outros tão bons quanto!!!!

    Dama de Ferro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Huahuahuahauahuahua nossa, obrigada! <3

      Eu escrevi sem pretensão nenhuma, mas fico feliz que meus textos possam atingir as pessoas de alguma forma! Pode ter certeza que terão mais textos desses por aqui ;)

      Beijos!

      Excluir
  2. A gente é tão bobinha de pensar quando criança que ser adulta é fácil! Hahahaha, parece que as complicações duplicam, as dores de cabeça triplicam e tudo fica muito mais difícil. A tal da independência, então, parece ficar cada vez mais distante. E sinto que a cada ano fica mais e mais difícil de ~chegar lá~.

    Mas, como você disse no texto, mesmo assim ainda encontramos as coisas boas pelas quais viver - o que é super importante para continuar persistindo. Dias ruins e dias bons vão existir na vida de todos, basta que a gente saiba transitar entre eles da melhor maneira possível.

    Adorei teu texto! <3
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha a gente nem escuta os conselhos dos pais de que a infância é a melhor fase da vida! Mas é verdade. É exatamente isso, afinal precisamos de todos os momentos, tanto os ruins para valorizar os bons, quanto estes para nos motivar e fazer a vida valer a pena. :)

      Beijo!

      Excluir
  3. eu to doida querendo sair de casa, eu sinto falta de um espaço so meu, em casa parece que eu estou a ser sufocada. Sinto aquela necessidade de chegar em casa e ouvir apenas o silencio e de ter paz

    Com carinho, Hina | Aishiteru em Contos |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já me senti assim algumas vezes. O que posso dizer é que desejo sorte para que você consiga o quanto antes ter seu espaço e sua paz!

      Um beijo!

      Excluir
  4. Ai, eu ia comentar o post toda séria e bonitinha, de acordo com o mood do texto, MAS: Meu deussss, você tá ouvindo Twenty One Pilots e me deu uma vontade de te abraçar *00000*. Amo imensuravelmente essa banda, ó senhor. Ai fiquei muito feliz que você gosta, eles são demais, né? (me empolgo haha)

    Enfim, voltando ao post: adorei o texto. De verdade, compartilho demais da sua visão acerca da ideia de ser adulto. Embora não seja ainda, tenho ao contrário da maioria o receio enorme e o medo que aperta minhas entranhas quando penso em me tornar adulta.
    É muito fácil e bonitinho sonhar com as condições ideais de uma vida idealizada e estruturada, mas a realidade é tão dura quanto um tapa e como você mesma disse "é cada vez pior". Amei.
    De fato, somos todos dependentes. De tudo, creio. Seja de bases de formação moral, regras de convívio em sociedade, dogmas religiosos ou relacionamentos com outros seres. Acredito que o ser humano tenha como parte da essência ser dependente, e talvez por isso tenhamos tantos exemplos de tentativas de superação dessa verdade intrínseca (como os avanços nas áreas de metereologia que tentam controlar o clima, ou até mesmo a divisão de terras que dá "controle" ao homem sobre o direito de possuir recursos que na verdade não pertencem a ninguém).

    Sei lá, dependência é algo que nos faz crescer, é saudável se dosada direitinho, lógico.

    Bom, vou ficar aqui prolongando o que você já disse, então melhor terminar.

    Espero ler mais sobre pensamentos filosóficos c:
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAH, que lindo, outra pessoa que curte Twenty One Pilots! *-* Eles são muuuuito bons, aliás sou louca pra ver um show deles! <3

      Eu nunca tive medo de ser adulta, como o texto diz, sempre quis ser, então estava mais é ansiosa. Mas é exatamente isso, é um tapa na cara! hahahaha
      Ah, se formos pensar por esse lado, é verdade que sempre dependeremos de algo, faz parte do bom convívio da sociedade.

      Trarei mais posts como esse sim ;) Obrigada por comentar uma extensão das minhas ideias!

      Beijos!

      Excluir
  5. Helo, suas reflexões sobre independência são exatamente as que eu tive quando percebi que me desprender dos meus pais não seria tão fácil assim, e o sonho de morar sozinha envidaria mais esforço$ do que eu imaginava. No começo isso me frustrou bastante, e confesso que senti um pouco de inveja de gente que eu vi saindo de casa para cursar a faculdade, mesmo que fosse sustentada pela família. Até perceber e aceitar que no meu caso é melhor deixar o senso de independência crescer dentro de mim antes de colocar a cara no mundo, e não o contrário. Hoje em dia estou ok com a ideia de morar com meus pais por mais tempo, estou adquirindo responsabilidades maiores aos poucos e alimentando minha poupança com carinho para poder viajar e realizar outros sonhos. <3

    Achei seu texto muito pertinente e gostei do tom esperançoso com o qual você o encerrou. É claro que é recompensador. Nada que vem fácil traz tanta satisfação quanto algo que adquirimos com persistência e suor. Amei o modo você escreveu esse texto!

    Beijinhos. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre um tapa na cara quando percebemos isso, mas hoje em dia penso como você - é melhor esperar não só a maturidade e o senso de independência, como os recursos financeiros crescerem hahahaha

      Muito obrigada! <3

      Beijos!

      Excluir
  6. Na verdade a gente acaba sempre sendo dependente de algo, não é verdade? Até mesmo se vivêssemos numa ilha deserta seriamos dependentes de comida e... Acho que fui muito longe shuashhasu

    A parte engraçada é que nunca quis ser adulta, ainda agora gostaria de poder parar no tempo... Pra mim a liberdade não é poder sair sem avisar ninguém, mas sim não ter um monte de preocupações... Claro, isso é coisa minha. Entretanto concordo com seu ultimo parágrafo, nada realmente gratificante vem sem desafios, então também deve ser muito bom alcançar "esse tipo" de independência ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Huahsuhaush se for pensar por esse lado, é verdade que sempre dependeremos de algo.

      Hoje em dia eu penso isso, quero que o tempo passe bem devagar e que não tenha tantas preocupações. Mas é praticamente impossível, a não ser que a pessoa seja extremamente privilegiada ($$), e ainda assim há muitas responsabilidades hahahaha

      Beijos!

      Excluir
  7. YOOOOO HELO \O/

    Cara, eu acho que fui uma das poucas crianças que não teve essa vontade em ser adulta! Eu sempre ouvi os meus pais falando que a infância era a melhor época e que deveríamos aproveitá-la, que ser adulto não era fácil, portanto segui os conselhos deles e não me preocupei em me tornar adulta logo, pelo contrário brinquei até não poder mais! E de longe não me arrependo disso, fico muito feliz por ter aproveitado ao máximo minha infância e ter deixado para começar a apensar em ser adulta agora e.e'''''

    Enfim, de longe minha vida não é lá muito independente, portanto eu ainda não faço muita ideia de como realmente seja lá fora. Porém, já tenho consciência de que fácil com certeza não é! Porém, mesmo que independência não seja algo completamente tranquilo e fácil de se conquistar e de manter tudo estabilizado, no final das contas acaba nos abrindo um monte de portas e caminhos, nos permitindo até mesmo ajudar os outros. Pois, geralmente quem cuida de nós são nossos pais, tios e/ou avós, mas depois que a pessoa consegue se sustentar com os próprios pés, finalmente consegue ter o prazer de retribuir toda ajuda que teve dessas pessoas <3

    Por mais que a gente tente caminhar com as nossas próprias forças, o ser humano é um animal que só consegue conviver em grupo, se socializando e recebendo ajuda de outros, mas no geral se formos parar analisar, o mundo inteiro é assim! Dependemos da fotossíntese e de seu oxigênio, animais dependem um dos outros para se protegerem ou para conseguirem alimento.....Existe toda uma relação mutualística entre todos os seres vivos do planeta, ou seja, por mais que a gente queira, nunca seremos completamente independentes!

    P.s: Em que mundo paralelo eu fui parar onde o Dicaprio ganhou o Óscar '-' shaushaushua

    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yoooo Hina-chan!

      Eu também aproveitei bem a minha infância, aliás quando eu era adolescente, enquanto todo mundo já queria namorar e tal, eu só queria brincar, jogar, etc. Eu nunca adiantei a fase adulta, mas também tinha muita ansiedade, muita vontade de saber como seria. Mas também sou feliz de saber que eu não perdi minha infância e aproveitei-a bastante.

      Esse ponto que você falou é verdade, acho que o que mais nos motiva a ser independentes é podermos fazer algo pelos outros, principalmente por nossos pais que cuidaram da gente a vida inteira, nem que seja só o fato de podermos nos virar sem ajuda deles.

      Acho que todo o ecossistema e o ciclo da vida (como diria Mufasa -q) tornam todos os seres do planeta dependentes, é verdade. Mas aí já estamos indo longe demais nas filosofias HUASHHSAUAH

      E não é? Eu tava torcendo muito pro DiCaprio ganhar, mas agora que ele ganhou, cadê a graça? Nem parece real! -q

      Excluir
  8. Bem, eu estou longe de me tornar uma adulta, mas eu compreendo bem o que você quis dizer. Eu sempre quis (e ainda quero) me tornar independente, ter aquela liberdade para fazer algo por qual você tanto esperou, sabe? Não precisar dar satisfações dos seus atos para ninguém...mas ao mesmo tempo, essa palavra, independência, me assusta. Apesar de ir contra a vários conceitos da minha mãezoca, é verdade, ela é meu porto seguro. Eu sempre fui muito tímida e mesmo tendo sempre odiado quando ela me expunha e me fazia pedir mesmo um pão na padaria, para acabar com a vergonha, eu agradeço por isso. Me lembro de quando tinha "medo" até de atender o telefone, rs...pois é, digamos que eu não era uma criança muito sociável. Mesmo assim, não consigo me ver sem ela. É estranho pensar que um dia vou deixar de depender dela, e que aí, eu vou ter que resolver meus problemas sozinha! E é claro, a melhor parte de estar "livre" dos pais, é poder fazer as próprias escolhas, mas nossa...! Eu sempre achei que minhas escolhas fossem as melhores - e talvez até fossem, em alguns casos -, mas sempre era pressionada por minha mãe para escolher o caminho contrário. Era frustrante, mas tomar as próprias decisões significa se responsabilizar por todas as consequências que virão. Não sei se estou preparada para isso...por isso, desde um tempinho, decidi aproveitar ao máximo essa etapa da minha vida, e deixar as preocupações para mais tarde :)

    Anyway, amei o seu texto e a forma como você expressou essa fase de transição nele ♥
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, primeiramente, bem-vinda ao blog! <3

      É normal pensarmos assim antes de virarmos adultas, mas é bom aproveitar o que cada fase tem a oferecer. É uma palavra que assusta mesmo, principalmente quando você percebe que é tão difícil chegar lá.
      Achei bonito você contar como reconhece a importância da sua mãe na vida, eu penso exatamente o mesmo! Até porque eu sou mãe e agora enxergarei o ponto de vista da minha mãe, que é algo um pouco assustador também.

      Obrigada! <3

      Beijos!

      Excluir

Vai comentar, velhinho? Fico agradicida!
Mas por favor, sem spam ou xingamentos, o resto ta liberado! 8)

Alguns emoticons dywos, use sem moderação:
ಠ◡ಠ . ( ͡° ͜ʖ ͡°) . (ノ・ω・)ノ . (σ≧▽≦)σ . ツ . ¯\_(ツ)_/¯ . (╥﹏╥) . ♥ . ☻ . ✿ . ☮ . ☯ . ® . ™ . ♣ . ✌ . ♪ . ♫