Atualizações do Mês - Outubro

13.11.17

 Mood

Heeeey, calopsitas do meu coração! Coração este que está se sentindo muito culpado por não estar comentando em vossos blogs ultimamente, mas é que eu realmente preciso dar um jeito de começar a comentar pelo celular, porque não estou conseguindo entrar quase nunca no computador, e isso é tão absurdo pra mim. Sei lá, e pensar que eu era daquelas pessoas que passavam 12 horas seguidas no pc fazendo mil coisas lol E agora nem consigo entrar todo dia nessa maquininha linda que não está aproveitando todo o seu potencial. Mas tudo bem, é só uma fase e quando a gente menos espera, ela passa. Então, sem mais delongas, vamos às atualizações do mês de outubro! Eu pretendia entregar esse post há alguns dias, mas a vida não me deixava terminar de ver Buffy e eu queria colocar muito essa série nesse post específico, até porque eu já estava super no fim, então finalmente terminei e vim correndo escrever. Os filmes são bem aleatórios (na verdade, acho que é porque os filmes do Oscar do ano passado estão finalmente passando na TV), mas as séries são todas de terror, suspense, sobrenatural, essas coisas que combinam com o mês de outubro e o Halloween, por isso eu queria tanto incluí-las aqui. E não tem animes de novo, mas isso vai mudar no próximo mês, aguardem...


Animais Fantásticos e Onde Habitam ★★★★☆

O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-americana, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que seus colegas ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo. (sinopse retirada daqui)
Eu queria começar dizendo que não sei por que tantas críticas negativas a esse filme, porque eu adorei! Claro, não li o livro e ele provavelmente é melhor do que o filme porque sempre é, mas de qualquer forma não é um filme ruim não. A história é muito bacana, ambientada dessa vez nos EUA, o que dá uma quebrada no que conhecemos do universo de Harry Potter, sempre na Inglaterra, e conhecemos muitas e muitas coisas diferentes sobre o mundo mágico. E outra, adoro a época em que a trama se passa - anos 20 - e também amei os personagens. O mais legal são na verdade os animais fantásticos! A gente não faz ideia de que existam esses seres todos, e o que achei mais lindo é ver um personagem que se preocupa tanto com elas; fiquei fascinada com o Newt! Não só porque adoro o ator que o interpreta, mas o personagem em si é maravilhoso. Eu acho que nem precisava daquela trama toda com o menino que era maltratado e foi pussuído por aquela criatura trevosa, se fosse só o Newt mostrando suas criaturas mágicas eu já ia curtir muito, mas essa parte com as tretas das crianças e do ministério bruxo americano (cujo nome não me recordo) também foi legal. Enfim, eu super recomendo esse filme (e provavelmente o livro lol), principalmente pra quem gosta de Harry Potter (que é, convenhamos, todo mundo).

Moonlight - Sob a Luz do Luar ★★★★☆

Três momentos da vida de Chiron, um jovem negro morador de uma comunidade pobre de Miami. Do bullying na infância, passando pela crise de identidade da adolescência e a tentação do universo do crime e das drogas, este é um poético estudo de personagem. (sinopse retirada daqui)
Esse filme é, se não me engano, o vencedor do Oscar de melhor filme e eu estava morrendo de vontade de assisti-lo. Eu acho que o mais interessante e importante dele é que mostra algo que não costuma ser mostrado com a frequência ou da forma que deveria: o personagem principal é negro, gay e pobre, tem uma mãe drogada, vive num lugar onde o tráfico de drogas comanda tudo (acho que se passa em Miami no início) e a única boa influência dele é um homem que ele vê como pai e que cuida melhor dele do que a própria mãe (embora não seja nem de longe uma ótima pessoa, afinal é um traficante também). Vemos esse menino crescer e se tornar adolescente e depois um homem adulto, e vemos a relação dele com o melhor amigo que acaba sendo mais do que isso. Na verdade, o filme não é nada mais do que isso, mas ele tem algumas coisas muito interessantes: uma, a forma como a história é dividida em "atos", ou seja, tem uma divisão bem clara entre as três fases pelas quais Black passa, e também os três nomes (Little, Chiron e Black) que representam o que ele é e como ele vai se descobrindo conforme o tempo passa. A segunda é o fato de que esse título foi feito com um orçamento bem mais baixo do que a média hollywoodiana e um filme como esse, que fala sobre negros, gays e pobres, com pouco orçamento ganhar um Oscar de Melhor Filme é algo muito bonito. Eu gostei bastante, realmente não é um filme super cabeça ou pretensioso ou cheio de ação nem nada do tipo, mas é um que eu recomendo com toda a certeza.

Manchester à Beira Mar ★★★★

Lee Chandler (Casey Affleck) é forçado a retornar para sua cidade natal com o objetivo de tomar conta de seu sobrinho adolescente após o pai (Kyle Chandler) do rapaz, seu irmão, falecer precocemente. Este retorno ficará ainda mais complicado quando Lee precisar enfrentar as razões que o fizeram ir embora e deixar sua família para trás, anos antes. (sinopse retirada daqui)
Ok, eu não sei direito o que pensar sobre esse filme. Eu achei a história bem comovente, é um puta drama mesmo, e no começo a gente nem faz ideia do porquê do personagem principal ser daquele jeito, meio esquisitão, e depois ficamos sabendo que é devido a um trauma muito tenso pelo qual ele passou. Eu gostei da forma como foi construído, com os flashbacks intercalados com a trama atual, de forma que vamos entendendo aos poucos o que se passa com Lee. Ele não é um personagem do qual você vai gostar ou até mesmo torcer, mas você também não vai odiá-lo (pelo menos eu não consegui). Você só vai torcer pra dar tudo certo da melhor maneira possível a partir daquele momento, não só com ele, mas com o sobrinho e o resto da família. Na verdade, ele não é daqueles dramas desesperados que fazem você morrer de chorar, mas é mais do tipo "nossa, mano, que merda de vida, tomara que alguma coisa dê certo pra eles". Então, enfim, acho que eu gostei do filme sim, aliás, a fotografia é linda. Se você estiver num mood pra assistir esse tipo de coisa, acho que vale a pena.

Estrelas Além do Tempo ★★★★★♥

1961. Em plena Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial ao mesmo tempo em que a sociedade norte-americana lida com uma profunda cisão racial, entre brancos e negros. Tal situação é refletida também na NASA, onde um grupo de funcionárias negras é obrigada a trabalhar a parte. É lá que estão Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas que, além de provar sua competência dia após dia, precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA. (sinopse retirada daqui)
Que filme maravilhoso! Eu lembro que há pouco tempo comentei sobre Histórias Cruzadas e agora tenho aqui mais um filme sobre mulheres negras fazendo história (nesse caso, história real mesmo!). Não tem como não se apaixonar pelas mulheres que vemos nessa obra, principalmente a Katherine, que mulherão genial! E também não tem como evitar aquele ódio pela forma como elas eram tratadas há tão pouco tempo - poxa, gente, anos 60, na NASA, e ainda tinha segregação entre brancos e negros. Mas ainda bem que isso começa a mudar, gradualmente (beeeeem gradualmente, né, afinal hoje em pleno 2017 ainda tem gente saindo por aí dizendo que odeia negros, etc). Eu nem tenho muito o que dizer para não estragar a linda surpresa que é este filme; só assistam! <3 

Stranger Things 2ª Temp. ★★★★★

Um ano se passou, mas os acontecimentos sobrenaturais envolvendo o Demogorgon e os segredos do laboratório de Hawkins ainda assombram a população local. E eles têm razão em se sentirem com medo: uma entidade ainda mais poderosa ameaça os sobreviventes. (sinopse retirada daqui)
Aaaaaah, o que dizer de Stranger Things, não é mesmo? Eu falarei sobre a segunda temporada aqui somente, mas tentarei não dar nenhum spoiler. Bem, num geral eu achei que essa temporada ficou no mesmo nível da anterior, embora talvez com um pouco menos daquele aspecto de mistério, mas com um aspecto diferente que eu gosto muito: aprofundamento dos personagens. Principalmente do Will, que mal conhecemos na temporada anterior, Eleven, que tem até um episódio importantíssimo onde descobrimos um pouco mais sobre ela, e posso dizer também Lucas e Dustin, que acabaram tendo mais espaço aqui. Fora que conhecemos Max, uma nova personagem, e acho que todo mundo passa a gostar um pouco mais do Steve nessa temporada. E não posso esquecer de Bob, outro personagem que aparece nessa segunda temporada e acaba ganhando o coração de todo mundo! E quando eu comentei que perdemos um pouco o aspecto do mistério, não significa que ele se foi completamente; afinal, coisas estranhas continuam acontecendo. Eu gostei muito de toda a ação que tivemos nessa temporada, e nem preciso comentar sobre a trilha sonora, afinal, estamos falando de uma história que se passa nos anos 80. Eu acho que a única coisa triste mesmo é termos que esperar até 2019 para a próxima, risos. Ainda bem que ano que vem vai sair a terceira temporada de SnK e o filme de Yuri on Ice, senão eu ficaria muito órfã das coisas que gosto (já que tanto Stranger Things quanto Game of Thrones, por exemplo, só em 2019).

Supernatural 12ª Temp. ★★★★

Eu sei que nem sempre comento sobre as temporadas de Supernatural aqui no blog, afinal é difícil comentá-las sem dar algum spoiler (impossível, eu diria, porque são 12 fucking temporadas xD), e eu também não iria falar sobre essa, mas calhou que eu acabei de assisti-la há alguns dias e ela se encaixaria super bem nesse post, então por que não? Well, vamos lá (vai ter muito spoiler). Eis que temos o aparecimento dos Homens das Letras britânicos e, apesar de eu amar os britânicos, esses caras são muito cretinos. Você começa a temporada odiando-os, então no meio dela pensa "hm, até que eles podem ser legais?" e no final você quer matar todos eles de tanto ódio. Mas o que eu achei bacana é que, dessa vez, os "monstros" que os irmãos enfrentaram não eram nada sobrenatural, eram simplesmente humanos mostrando que podem ser mais horríveis do que os monstros que eles enfrentam todos os dias. Mas ainda assim eu curti bastante (como sempre) os episódios não muito focados no plot principal, ou seja, quando eles precisam resolver algum caso que aparece. São meus favoritos porque eu adoro mistérios e, sério, eu nunca consigo descobrir o que era (só às vezes, bem raramente), e olha que já assisto isso há quase 10 anos. E no fim ainda temos a questão do tio Lucy, que estava esperando um filho, e a incapacidade de todos de evitar que essa criança metade-capeta nascesse - o que me faz crer que a 13ª temporada será focada no filho do capiroto, o que deverá ser interessante...

Buffy - A Caça-Vampiros ★★★★☆

Buffy Summers (Sarah Michelle Gellar), uma adolescente de 15 anos, descobre logo cedo que não é uma garota comum. Ela é uma Caça-Vampiros, uma das escolhidas para lutar contra o mal e proteger o mundo de monstros. Com os amigos Willow (Alyson Hannigan) e Xander (Nicholas Brendon), e seu Guardião Giles (Anthony Head), ela vai enfrentar os perigos dos vampiros e demônios enquanto tenta sobreviver ao Ensino Médio. (sinopse retirada daqui)  
Ufa, finalmente terminei de assistir Buffy! Comecei a ver ano passado, mas acabou rolando umas dificuldades e só agora deu pra eu sentar a bunda e terminar de ver essa série delicinha. Bom, para quem não sabe, essa obra já tem uns 20 anos (se eu não me engano, passou de 1997 a 2003) e teve 7 temporadas. Eu me lembro, quando era criança, de ter assistido a alguns episódios aqui e ali, mas obviamente, como eu era criança, não me lembrava de nada atualmente. Mas que bom que eu resolvi assistir só agora, numa idade em que posso entender tudo. Buffy é uma série que, embora eu não soubesse exatamente o que esperar, posso dizer que é totalmente diferente do que eu imaginava. Ela tem alguns aspectos que me lembram muito Supernatural (que veio, tipo, uns dois anos depois do fim dela), como a caça aos seres sobrenaturais (afinal, não temos só vampiros, mas também demônios e vários outros tipos de seres, embora não numa gama tão grande quanto nos é apresentado em Supernatural), e toda essa questão de ter alguém destinado a isso e de ter ajuda de amigos para derrotar os inimigos.
Mas é claro que tem muuuuitas coisas diferentes. Primeiro, a questão da Caça-Vampiros. É sempre uma mulher, sempre uma escolhida - ela é tipo uma super heroína mesmo, tem super força, super resistência, se cura rápido, etc. E ela não pode desistir, escolher outra coisa, ela tem que cumprir esse fardo de ser a Caça-Vampiros, e aí entramos num ponto que é abordado várias vezes na série: é realmente um fardo. Tipo, não é legal ser a escolhida. Ter que lutar dia e noite, sem parar e sem ganhar nada com isso, interromper apocalipses e ainda tentar viver uma vida normal sem que ninguém descubra isso. E outra: Buffy era só uma simples adolescente quando isso tudo começou. Imagina, você, com 14, 15 anos, de repente receber um fardo gigante desses? Eu gosto muito da Buffy. Acho que, apesar de todas as coisas que ela fez e erros que cometeu com o passar do tempo, ela é muito forte física e mentalmente para ter conseguido.
E então temos os outros personagens - alguns que estavam desde o começo, outro que apareceram e se foram, outros que apareceram mais no final. Eu gosto muito, muito da Willow. E gosto muito, muito de terem colocado uma personagem bissexual na história, tão abertamente. Bom, é claro que isso só acontece lá pela quarta temporada, mas de qualquer forma, achei um ponto bem positivo da série. Fora que a Willow é super inteligente e hacker e bruxa e sempre se preocupa com os amigos. Temos também o Xander, que no começo era meio o alívio cômico da série, mas acaba se tornando um dos personagens mais queridos e acho que é um dos que mais evolui. Temos Giles, o Guardião de Buffy, que mostra que pessoas mais velhas e que representam a figura de um pai também cometem erros. E muitos outros personagens que vão e voltam.
Num geral, eu gostei da série inteira, acho que todo mundo deveria assistir; mas eu diria que gosto mais das três primeiras temporadas do que o resto porque tem um pouco mais dessa coisa de "olha, apareceu um mistério, vamos descobrir o que é isso para resolvê-lo!". E fora que tem o Angel, né. Nossa, como eu amo o Angel. Ele tem uma série só dele também, a qual eu até gostaria de assistir um dia. Mas as outras quatro temporadas são boas também; elas focam mais no amadurecimentos dos personagens e acho isso importante. Então, para concluir: Buffy é uma ótima série, com personagens femininas fortes (muito fortes lol) e bem trabalhadas, com personagens LGBT, com personagens "gente como a gente", e com uns vampirões bonitos pra dar uma quebrada. Outra coisa que também gosto bastante é que eles realmente exploram mitologias e lendas de vários lugares para dar origem aos seres que vemos na história. Então, no fim, eu até aprendi algumas coisas (assim como sempre aprendo em Supernatural). Eu recomendo bastante que assistam Buffy! <3

Eeeeee é isso, minha gente. Ufa. Como eu falo. Perdão. Mas isso é tudo. Fiquem com Yato e até a próxima! <3

2 comentários:

  1. Oi Helooo <3
    Primeiro: eu não sabia do que Moonlight falava, e agora achei fantástico, quero ver. E eu ESTOU LOUCA PRA VER ESTRELAS ALÉM D TEMPO! Vi o trailer logo que começou a aparecer por aí e parece absolutamente maravilhoso! Tô amando essas obras cheias de protagonismo feminino por aí (ainda mais protagonismo negro. Já não era sem tempo, não?)
    Adorei a proposta de Manchester à Beira Mar, e se tiver na netflix verei em breve. Tô numa vibe pra coisas assim mesmo.
    Sobre as séries, eu estava vendo Supernatural com meu irmão, mas ele me abandonou e eu sou medrosa demais pra seguir em frente sozinha Ç_Ç E Buffy... altos rolês. Um amigo meu é APAIXONADO pela série, disse que eu sou A Escolhida, mas quando fui assistir.. não curti. XD Tenho probleminha pra me identificar com temas adolescentes nas séries desse gênero, então pra mim é um bando de gente meio chata com a qual não consigo me identificar e, logo, não consigo acompanhar. Mas vi os epis por um tempo por motivos de: BOREANAZ! Se o Jimin é meu homem asiático, David Boreanaz é meu sonho de consumo ocidental. Que homem maravilhoso, gostoso, QUE HOMEM MEU DEUS! Queria um desse na minha vida, só isso.
    Também ando sumida porque quase não ligo o pc nesses tempos :< a gente muda quando fica adulta, né? HAHAHAHA! Btw, tem meme pra você lá no blog <3

    Beixos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Helo!
    Nossa, eu super te entendo nessa coisa de comentar pelo celular, tenho que aprender a fazer isso porque às vezes surge tempo pra visitar os bloguinhos queridos, mas eu nunca tô com o computador e o celular é lento. Então, que luta é comentar pelo celular, viu.

    Falando dos filmes, eu ainda não assisti Moonlight, mas quero muito. Eu já tinha visto uns gifs de Manchester à Beira Mar que me deixaram curiosa e agora com teu post que descobri o nome do filme. Valeu! xD

    Uma coincidência mutcho louca é que eu tô assistindo Buffy e tô apaixonada pela Buffy, pela Willow, pelo Angel e EU NÃO SABIA QUE TINHA UMA SÉRIE SÓ DELE, PRECISO DISSO NA MINHA VIDA! Porque, como eu tô ainda na primeira temporada, ele aparece uma vez (ou nunca) a cada episódio e eu fico sentindo falta de ver a carinha dele hahaha <3 amo demais. Eu tô adorando a série, quero muito continuar. Provavelmente, vou passar o final de ano assistindo pra não me sentir tão sozinha (porque essa época do ano é sempre um porre pra mim).

    Adorei saber das coisas que tu assistiu, eu também não ando assistindo tantos animes, mas isso mudará! #promessas

    Xoxo <3

    ResponderExcluir

Vai comentar, velhinho? Fico agradicida!
Mas por favor, sem spam ou xingamentos, o resto ta liberado! 8)

Alguns emoticons dywos, use sem moderação:
ಠ◡ಠ . ( ͡° ͜ʖ ͡°) . (ノ・ω・)ノ . (σ≧▽≦)σ . ツ . ¯\_(ツ)_/¯ . (╥﹏╥) . ♥ . ☻ . ✿ . ☮ . ☯ . ® . ™ . ♣ . ✌ . ♪ . ♫